Sábado, 28 de Abril de 2007

Intervenções na Cidade – Projectos seleccionados | Interventions in the City – Selected projects

 

Durante os próximos dias serão apresentados aqui no blog da Trienal os 15 projectos seleccionados no âmbito do Concurso Intervenções na Cidade.

Propostas diversas que abordam o problema dos Vazios Urbanos, são ideias que incentivam à reflexão sobre espaços distintos da cidade e formas alternativas de olhar os seus territórios de abandono ou de conflito.

Será uma oportunidade para conhecer e debater os trabalhos dos participantes que, com originalidade e irreverência, responderam a este desafio. Fiquem atentos.

 

The contest of ideas “Interventions in the City” encouraged architects and citizens to present proposals for degraded spaces of the city of Lisbon, thus contributing to their recovery in benefit of a public use. The 15 selected projects will now be presented here on the Triennale’s blog.

Different ideas that address the problem of Urban Voids, they are an incentive for reflection on alternative ways of occupying these territories of abandon and conflict.

It will be an opportunity to discover and debate the projects of the participants that have answered this challenge with originality and irreverence.

 

publicado por trienaldelisboa às 23:24
permalink | comentar
Segunda-feira, 23 de Abril de 2007

Da Trienal para o mundo | From the Triennale to the world


O Blogue da Trienal tem dois grandes objectivos.

Em primeiro lugar ele permite complementar a presença da Trienal de Arquitectura na web sendo uma mais valia à sua página principal. Um blogue torna possível registar uma experiência subjectiva, relatar o percurso vivido do evento com ponto-de-vista. Será assim possível partilhar de forma mais intensa as suas muitas actividades, transmitindo ideias e abrindo lugar a uma vivência participada.

Em segundo lugar – e talvez o mais importante – o blogue permitirá chegar mais longe e levar a experiência da Trienal a todos aqueles que, em todo o mundo, não possam vir a estar presentes. Será assim possível a qualquer pessoa conhecer os seus ambientes, dos bastidores à sua expressão pública, e tomar o pulso às muitas reflexões que dela venham a tomar parte.

Para que isto se possa tornar realidade esta página apresentará a partir de agora uma edição bilingue. Todos poderão sentir e viver um pouco da Trienal e, principalmente, fazer parte dela enviando as suas participações e ensaios por email ou deixando os seus próprios comentários.

É esse o maior desejo para este blogue: contribuir para fazer desta uma Trienal 2.0, vivida e participada por todos os que o queiram fazer de qualquer parte, à distância de um clic.

 

The Triennale’s Blog has two main objectives.

First of all, it strengthens the presence of the Lisbon Architecture Triennale on the web, as it represents an added value to its main website. A blog allows the communication of a subjective experience, the report of one’s journey through an event with a specific point of view. It will be a platform to share its many activities, transmit ideas and encourage dialog in view to a more intense and participated experience.

Secondly – and perhaps most importantly – the blog will take the Triennale to a wider audience allowing every person anywhere in the world to get a sense of its reflections, from its background to its public expression, and even take part in it.

In order for this to become a reality this page will now feature a bilingual edition. Everyone will be able to feel and live the Triennale and ultimately be a part of it by sending their participations and essays by email or making their own commentaries.

The greatest desire for this blog is, then, that it can contribute to make this a two way event, lived and participated by everyone, just one clic away.

 

imagem: Fernando Guerra | FG+SG - Fotografia de Arquitectura

 

publicado por trienaldelisboa às 13:21
permalink | comentar
Domingo, 22 de Abril de 2007

Exposição Ideias D’Ouro


 

A Exposição Ideias D’Ouro é inaugurada já amanhã, dia 23, pelas 18 horas, no Auditório Infante D. Henrique, em Leça da Palmeira.

Esta exposição reúne as 70 propostas apresentadas no Concurso de Ideias para a Requalificação do Estaleiro do Ouro e Zona Envolvente. O primeiro prémio foi atribuído aos arquitectos Isabel Carvalho e Tiago Vidal, pelo seu projecto Respirad’ouro.

 

«Um “órgão construído por uma cisterna fechada que comunica com a água do rio por uma janela mergulhada e, com a atmosfera, por dois conjuntos de tubos bizelados” que, durante a maré cheia enchente e durante a maré vazante, faz soar um conjunto de tubos – esta a ideia de base do projecto que mereceu o 1º Prémio do Concurso de Ideias que a APDL promoveu com a colaboração da Secção Regional Norte da Ordem dos Arquitectos e a Câmara Municipal do Porto, por ocasião da Trienal de Arquitectura de Lisboa.

Este Respirad’ouro irá, de acordo com os seus autores, “consagrar o sítio do Estaleiro, transformando a força viva das marés em sons que lembram por vezes um órgão de catedral, um canto de aves ou um vapor à distância”. O projecto vencedor é parte integrante da participação da APDL no Núcleo AMPXXI, que estará patente no Pólo II da Trienal (Cordoaria Nacional).

Bruno Filipe Alves Leitão e Cadilhe Fontoura Arquitectos, foram os vencedores dos 2º e 3º prémios, respectivamente. O Júri do Concurso atribuiu ainda sete menções honrosas.

O antigo Estaleiro do Ouro é uma estrutura secular que funcionou como actividade económica até ao ano de 2005. Destinava-se à construção e reparação de embarcações em madeira, representando uma das últimas marcas da actividade portuária na margem do Douro que, rapidamente, após o abandono da actividade, se transformou num foco de degradação física e ambiental.» [via trienaldelisboa.sapo.pt]

 

A Exposição Ideias D’Ouro pode ser visitada até ao dia 23 de Maio.

 

publicado por trienaldelisboa às 21:12
permalink | comentar

Ainda a tempo de fazer cidade

 

O prazo para participar no Concurso Vamos Fazer Cidade foi alargado até ao dia 27 de Abril. Os interessados têm assim mais alguns dias para enviar as suas ideias e fazer parte desta iniciativa organizada pelo semanário Expresso, numa colaboração com a Trienal de Arquitectura de Lisboa.

Este concurso convida à apresentação de propostas de requalificação de espaços simbólicos de cinco cidades, respectivamente o eixo Restauradores/Av. da Liberdade/Pq. Eduardo VII e zona envolvente (Lisboa), Av. da Boavista (Porto); Av. Lourenço Peixinho (Aveiro); envolvente do Centro Cultural Vila Flor (Guimarães); traçado do antigo Ramal de Mora entre a estação e o apeadeiro dos Leões (Évora).

Os participantes têm apenas de enviar um documento descrevendo as suas ideias, num texto não superior a 2.000 caracteres (aproximadamente uma página A4). Opcionalmente podem ainda incluir desenhos, fotografias ou quaisquer outros suportes visuais.

Todos os detalhes estão disponíveis na página web do Expresso e as propostas podem ser enviadas por correio normal ou electrónico para o endereço concursocidades@expresso.pt.

 

tags:
publicado por trienaldelisboa às 21:01
permalink | comentar
Quinta-feira, 19 de Abril de 2007

Conferência Internacional, a questão do preço

A questão do preço de inscrição na Conferência Internacional tem sido uma das mais sensíveis, merecendo diversos comentários e reacções de leitores. As inscrições para a conferência encontram-se abertas online no site da Trienal e apresentam o custo de € 250 e € 150, sendo o segundo valor destinado a estudantes e estagiários.

 

Com mais de 25 participantes de inegável qualidade e um programa logístico intenso destinado a acolher uma audiência de 800 pessoas, a Conferência Internacional é um dos eventos mais robustos da Trienal de Arquitectura de Lisboa em termos de organização e despesas envolvidas.

A Trienal tem recebido um excelente acolhimento público e privado, estabelecendo muitos apoios e patrocínios com entidades que se interessaram por fazer parte desta ambiciosa iniciativa. Ainda assim, os custos inerentes à organização de um evento com esta dimensão obrigam a um trabalho rigoroso, com vista ao correcto equilíbrio dos preços daquelas iniciativas que terão acesso pago pelo público. Idealmente, o preço mais baixo será sempre o melhor.

No caso da conferência os valores estipulados são aqueles que foram entendidos como os mais correctos, no balanço entre a desejável acessibilidade pública e a sustentabilidade da sua organização. O acesso incluirá o serviço de almoço durante os três dias de conferência. Mais importante e conforme foi avançado aqui no blogue por José Mateus, comissário da Trienal, a entrada da conferência dará também acesso livre a todas as exposições durante os dois meses deste evento.

 

A conferência é, ainda assim, cara? Talvez mais relevante do que impôr uma verdade oficial seja deixar a questão em aberto à reflexão do público. Da minha parte acrescento apenas que ocorrem todos os anos dezenas de conferências na área da arquitectura, design e urbanismo em todo o mundo, com preços de inscrição que rondam facilmente as várias centenas de euros (300, 500 euros, em alguns casos bastante mais) – e, permitam-me a subjectividade, com programas bem menos interessantes dos que o da actual trienal.

O preço de entrada poderá representar um esforço sensível para muitos cidadãos, tendo em conta o actual panorama económico nacional? A pergunta fica lançada, com o desejo de que os interessados encontrem motivação para realizar o esforço desse investimento. Com a certeza de que o retorno pessoal de viver por dentro esta experiência única possa ser uma forte razão para não deixar de estar presente. DC

 

publicado por trienaldelisboa às 13:41
permalink | comentar | ver comentários (7)
Quarta-feira, 18 de Abril de 2007

Banda sonora de uma Trienal

Reflectir o papel da música como parte do tecido fundamental da cultura urbana contemporânea é o ponto de partida para o Ciclo Arquitectura e Música. A iniciativa irá decorrer entre 6 e 29 de Junho integrando concertos e actuações musicais em conjunto com conferências e debates.

Este ciclo é comissariado por João Ramos Marques que assinala a oportunidade de “poder reforçar o acto de criação, pela formação de uma sensibilidade instrumental, numa cultura de diálogo transdisciplinar”. O concerto de abertura terá lugar no Museu da Electricidade, Pólo III da Trienal, no dia 8 de Junho. Seguem-se vários encontros de debate no Auditório 2 da Fundação Calouste Gubenkian, até ao evento de encerramento no Grande Auditório da Culturgest a 26 de Junho onde será apresentada uma obra de Mário Laginha, composição inédita realizada a propósito da Trienal.

A música irá assim constituir uma parte importante deste acontecimento convidando um público mais vasto a acompanhar os seus inúmeros eventos. Contamos dar eco, aqui no blogue, daquela que se espera vir a ser a emocionante banda sonora desta Trienal.

 

publicado por trienaldelisboa às 18:53
permalink | comentar
Domingo, 15 de Abril de 2007

Exposição Países



No site da Trienal podem ser consultados os detalhes das diversas exposições em preparação que vão animar os meses de Junho e Julho deste ano. Entre as novidades, o destaque mais recente vai para a Exposição Países.

Esta exposição traça um olhar selectivo a uma amostra de países com desempenhos arquitectónicos paradigmáticos no domínio da intervenção urbana. Apresentam-se assim exemplos de experimentação diversa, estratégias de transformação do tecido das cidades capazes de servir de referência no contexto global. Realidades distintas mas importantes para a compreensão de problemas também presentes na realidade urbana portuguesa.

Estão previstos os seguintes temas e participações:

Alemanha - O Vazio Urbano como Caixa Negra

Canadá - Espaços Alienados / Espaços Estranhos / Os Rios Urbanos do Canadá

Chile - Nudez Geológica: Arquitecturas Do Sul

China - O Preenchimento Urbano como estratégia de rejuvenescimento dos Vazios Urbanos

Eslovénia - Eslovénia avança

Espanha - Ecobarrios / Balance, Reallocation and Local Development

França - Massa Crítica

Holanda - Implosões Urbanas

Irlanda - “Da Linha à Superfície” / Vazio Urbano / Cidade Alargada

Japão - Revolução de Tóquio

México - México

Moçambique - Moçambique / Vazios Urbanos

Esta exposição estará patente no Pólo I da Trienal, com sede no Pavilhão de Portugal.

 

Destaque ainda para uma outra novidade – a vasta exposição sobre a obra de Álvaro Siza que será apresentada no Museu da Electricidade. Sob o tema O Diário de Bordo de Siza Vieira estarão reunidos num mesmo espaço filmes, desenhos e fotografias que darão a conhecer melhor o método de trabalho do arquitecto portuense.

Esta exibição será comissariada pelo arquitecto Carlos Castanheira e patrocinada pela Fundação EDP, reunindo um vasto espólio de materiais relacionados com as suas obras já construídas e conteúdos inéditos de projecto, entre esquissos, desenhos e maquetas.

Mais informações sobre estas e outras exposições na página oficial da Trienal.

 

imagem: Fernando Guerra | FG+SG - Fotografia de Arquitectura

 

publicado por trienaldelisboa às 22:23
permalink | comentar
Sexta-feira, 13 de Abril de 2007

Participar – Passar à Prática

Parque Mayer é tema de debate. A situação dos terrenos do Parque Mayer vai ser debatida no Museu da Ciência, em Lisboa, a 17 de Abril.

O arquitecto Nuno Teotónio Pereira, a arquitecta paisagista Manuela Raposo Magalhães e o director da empresa Produções Fictícias Nuno Artur Silva são os convidados do segundo debate do ciclo «Participar – Passar à Prática». A moderação está a cargo da socióloga Luísa Schmidt.

Este ciclo é organizado pela direcção da Secção Regional Sul (SRS) da Ordem dos Arquitectos, pelo Instituto de Ciências Sociais e pela empresa de soluções tecnológicas YDreams.

Esta iniciativa tem, na origem, uma proposta do arquitecto Nuno Teotónio Pereira que, no final de 2006, sugeriu que a Ordem dos Arquitectos organizasse um debate sobre o futuro do Parque Mayer.

A direcção da SRS aceitou essa proposta e decidiu alargar o debate a outros temas e áreas da cidade, convidando projectistas, técnicos municipais e autarcas, promotores e investigadores. No passado dia 6 de Abril, o ciclo arrancou com um debate sobre participação pública.

 

Os próximos debates têm por tema o aterro da Boavista e o Plano Director Municipal de Lisboa, ambos em data a anunciar.

 

«Participar – Passar à Prática»: 17 de Abril às 21 horas, Anfiteatro Manuel Valadares, Museu da Ciência da Universidade de Lisboa, Rua da Escola Politécnica, nº 58 (Edifício da antiga Escola Politécnica, ao Príncipe Real).

 

publicado por trienaldelisboa às 23:36
permalink | comentar

Mark Wigley no BLDGBLOG

One of the primary roles to be played by the experimental activists in architecture is not to come up with new ideas of what architecture should be, but to come up with new ways to talk about it – new media. In that sense it’s absolutely crucial that we foster new techniques of communication – with all of the incredible care and precision that we use to foster new forms of design. We need equal care and equal attention to incubate new forms of communication. (…)

But two things: almost nobody – I mean, very few people – are doing things with theory, with words, with books, with buildings, that are shockingly demanding us to change our mind. Very few. But you get the feeling that there’s a generation cooking. A generation that can overcome, let’s say, some of the resistance. And what you said earlier I think is right to the point: can we generate new communication systems that will allow this network of emerging thinkers to redefine the landscape and empower themselves? Because, of course, all the traditional magazines, all the traditional schools – everything – is set up to reinforce a certain slow evolution of the field. Architecture is obsessed with being slow. We can make the most exciting thing dull. We have that expertise. Our social role has been that: to be slow, to be stable, to be a reference point for change. It’s, in a sense, how we have been so clearly the enemies of turbulence – and the question is: how do you foster turbulence? It’s the question for every teacher: how do you foster turbulence without freezing it? Without stopping it?

 

O excelente BLDGBLOG apresenta uma extensa entrevista a Mark Wigley.  Fala-se da necessidade de criar novas plataformas de comunicação da arquitectura, permitir a contaminação de uma certa turbulência e abrir espaço à diversidade, à experiência e a novas teorizações que rompam com a fabricação académica de operadores convencionais de projectar.

Na contradição dos mercados de construção massiva, como nos fenómenos económicos da China ou do Dubai, Wigley reflecte sobre a paradoxo presente entre um building boom e um real défice de arquitectura. Aponta o potencial da arquitectura como modo de proceder a uma engenharia de coesão transdisciplinar, como plataforma para suportes de pesquisa que inscrevam abordagens inovadoras aos problemas da sustentabilidade na sociedade global.

 

Mark Wigley estará presente na Conferência Internacional da Trienal de Arquitectura de Lisboa integrando um painel dedicado ao tema Realidade e Cenografia, do qual farão também parte Eduardo Souto de Moura, Thom Mayne e Jamie Fobert.

 

publicado por trienaldelisboa às 23:20
permalink | comentar

Intervenções na Cidade: anúncio de resultados


 
publicado por trienaldelisboa às 16:39
permalink | comentar
Terça-feira, 10 de Abril de 2007

Ciclo de conferências no Fórum Trienal

Para além da grande conferência “O Coração da Cidade”, os meses de Junho e Julho serão preenchidos pelo ciclo de conferências que se vai realizar no Fórum Trienal. O espaço de auditório com capacidade para 200 pessoas será instalado no Pólo II da Trienal de Arquitectura de Lisboa.

Estarão em debate vários temas da actualidade como os projectos da Ota e do TGV, a Iniciativa Pública, a Coesão Ribeirinha e Marítima, a Competividade e o Planeamento Territorial. Será um espaço privilegiado para reflectir sobre os conteúdos da cultura urbana contemporânea, a competitividade entre cidades, as dinâmicas e conflitos entre iniciativa pública e privada, a coesão territorial e outras questões de relevo na temática das cidades.

O Fórum, situado na Cordoaria Nacional, será também o espaço de apresentação das Exposições AMPXXI e AMLXXI (Espaços Públicos nos Vazios Urbanos nas Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto) e Exposição Promotores. Ao longo das próximas semanas serão conhecidos mais detalhes de todos estes eventos, actualmente em preparação.

 

publicado por trienaldelisboa às 12:04
permalink | comentar
Segunda-feira, 9 de Abril de 2007

Sobre o vazio



A experiência da cidade, como a vida, projecta-se sobre a dimensão subjectiva da nossa vivência. Este filtro de subjectividade é valioso porque sem ele seríamos incapazes de estabelecer um sentido de relevância das coisas, perdidos que ficaríamos em incontáveis observações indiferenciadas.

Assim, construímos sobre a nossa experiência do mundo uma relação afectiva. Como seres urbanos que somos, aprendemos a ler a cidade e a construir sobre ela referências daquilo que nos desperta sentido. Mas a cidade é um território crescentemente complexo, marcado pela ambiguidade e as muitas contingências que sobre ela actuam. E por esta dificuldade que nos atinge em compreendê-la, ignoramos tantas vezes aquilo que nela é disfuncional e difícil, onde falha a cidade.

 

A definição de vazios urbanos remete para esse espaço de ambiguidade. O vazio da cidade é, mais do que um vazio no sentido estrito, um fenómeno de falha. Falha de funções, de pessoas, de experiência estética, de diferença. Tratam-se assim de territórios de cisão entre a dimensão urbana, económica, jurídica e, inevitavelmente, social. Tornam-se espaços invisíveis, esquecidos pelos agentes da cidade e ignorados pelos seus habitantes. Olhar os vazios urbanos significa por isso redescobrir a cidade esquecida em todas as suas formas e projectar sobre ela uma intenção consciente, para resgatar as suas falhas e devolvê-las à vida, à cultura e ao que a transforma em cidade plena.

 

imagem: Benjamim Silva

 

publicado por trienaldelisboa às 22:05
permalink | comentar
Sexta-feira, 6 de Abril de 2007

Conferência Internacional de Arquitectura


 
A Conferência Internacional “O Coração da Cidade” irá decorrer entre 31 de Maio e 2 de Junho, marcando a abertura da Trienal de Arquitectura de Lisboa.

O evento vai reunir cerca de 30 convidados de renome internacional, entre arquitectos, urbanistas, artistas, críticos de arquitectura, filósofos e historiadores. Entre os participantes encontram-se personalidades tão reconhecidas como Zaha Hadid, Peter Eisenman, Thom Mayne, Mark Wigley, Eduardo Souto de Moura, Elizabeth Diller, João Luís Carrilho da Graça, Felix Claus, Dominique Perrault, Rodolfo Machado, Emilio Tuñón, Hans Ulrich Obrist, Kengo Kuma, Saskia Sassen, Michael Sorkin e Jan Kaplicky, entre muitos outros.

Oportunidade irresistível para assistir a um prometedor conjunto de reflexões sobre a evolução da cidade contemporânea e o papel que as várias áreas do domínio urbano têm a desempenhar na promoção da sua coesão funcional e social.

O formulário de inscrição está acessível online no site da Trienal onde pode também ser consultado o programa integral da conferência.

 

publicado por trienaldelisboa às 00:45
permalink | comentar | ver comentários (6)
Quarta-feira, 4 de Abril de 2007

Intervenções na Cidade

Foram revelados em sessão pública realizada no dia 3 de Abril, no Cinema São Jorge, em Lisboa, os 15 projectos seleccionados no âmbito do Concurso Intervenções na Cidade. Com mais de centena e meia de propostas recebidas, este tornou-se o concurso organizado pela Ordem dos Arquitectos mais participado de sempre.

Tendo como principal objectivo incentivar a reflexão sobre os espaços urbanos de Lisboa, o desafio lançado aos concorrentes passava pela concepção de ideias criativas na apropriação de locais passíveis de requalificação em benefício de um uso público ou colectivo. Pela natureza do próprio tema – Vazios Urbanos – as propostas incidiram sobre espaços complexos, por vezes abandonados, outras funcionalmente conflituosos, mas quase sempre marcados pela disfuncionalidade da sua vivência enquanto cidade.

Os projectos apurados revelam a enorme diversidade de abordagens possíveis, mantendo em comum os traços de originalidade e irreverência na procura de soluções reactivas e provocadoras. Estas propostas serão âmbito de exposição pública através de painéis de grandes dimensões a instalar nos locais para os quais foram pensadas, enquanto decorrer a Trienal.

A lista completa de propostas seleccionadas pode ser consultada na página web da Trienal, estando os trabalhos e o relatório do júri disponíveis para consulta na Sede da Ordem dos Arquitectos.

 

Contamos fazer, durante as próximas semanas, a apresentação dos vários trabalhos escolhidos, abrindo o espaço para uma reflexão mais aprofundada.

 

publicado por trienaldelisboa às 23:29
permalink | comentar


trienal de arquitectura de lisboa
lisbon architecture triennale

_
_

sobre / about

A Trienal de Arquitectura de Lisboa, a realizar entre 31 de Maio e 31 de Julho, pretende constituir-se como um “Festival” de arquitectura participado pela comunidade local para atrair um público internacional (mais informação em trienaldelisboa.sapo.pt).
O Blogue da Trienal dará uma cobertura actualizada e participada de todos os acontecimentos do evento.

_
The International Architecture Triennale of Lisbon 2007, happening between May 31 st and July 31 st, aims to become a ‘Festival’ of architecture, participated by the local community and able to attract an international audience (find more in trienaldelisboa.sapo.pt).

destaques / highlights


_

_
Vazios Urbanos / Urban Voids
Catálogo expositivo, Caleidoscópio.
Exhibition catalog, Caleidoscópio.

_

_

_
Espaço / Space
Música de Mário Laginha. Em concerto, Culturgest, 26 de Junho. CD já à venda.
Music by Mário Laginha. In concert, Culturgest, June 26th. CD out now.

notícias / news (pt)

_
Vittorio Gregotti recebe Prémio Trienal Millenniumbcp 2007-07-30
_
Encerramento da Trienal no exterior do Pavilhão 2007-07-27
_
Outdoors das Intervenções da Cidade já estão na rua 2007-07-27
_
Farol Museu de Santa Marta inaugura amanhã 2007-07-26
_
Cavaco Silva entrega Prémio Trienal Millenniumbcp 2007-07-25
_
Lisboscópio na Gulbenkian até 12 de Agosto 2007-07-23
_
Ordenamento do território em debate 2007-07-23
_
Exposição Siza Vieira prolongada até dia 9 2007-07-23
_
Arte Pura cancela apresentação 2007-07-19
_
Aires Mateus, Frederico Valssassina, Gonçalo Byrne e Nuno Mateus apresentam projectos imobiliários 2007-07-16
_
Princesa do Luxemburgo visita Trienal 2007-07-17
_
Projectos de empresas no Fórum Trienal 2007-07-16
_
Luca Barbero na Gulbenkian 2007-07-16
_
Conferência sobre Médio Tejo no Fórum Trienal 2007-07-16
_
Dia do Japão na Trienal 2007-07-14
_
Intervenções na Cidade no Fórum e na rua 2007-07-14
_
Trienal em Cascais 2007-07-13
_
Trienal grátis no dia 15 2007-07-12
_
Resultados Concurso de Ideias Galp 2007-07-06
_
Desertificação urbana no Fórum Trienal 2007-07-06
_
Livro de Rui Tavares no Lounge Trienal 2007-07-06
_
13 de Julho: Dia da França na Trienal 2007-07-05
_
Palestras brasileiras na Trienal 2007-07-03
_
Prémios e debates no Fórum Trienal 2007-07-02
_
Arquitectura virtual a 4 Julho 2007-07-02
_
A caminho do país das maravilhas 2007-07-02
_
Candidatos à CML visitam Trienal 2007-07-02
_
Visita à Trienal a partir do Porto 2007-07-02
_
Trienal promove visitas guiadas 2007-06-28
_
Uma Bolha de Neve no Pavilhão de Portugal 2007-06-28
_
Vencedores do Concurso Trienal Universidades 2007-06-27
_
Nunes Correia na Trienal de Lisboa 2007-06-27
_
Festa de Encerramento dos Encontros A&M 2007-06-26
_
Frentes de Coesão no Fórum Trienal 2007-06-26
_
Scape na Culturgest 2007-06-25
_
Frentes de Terra no Fórum Trienal 2007-06-21
_
Entrega dos prémios APDL 2007-06-20
_
Fórum Trienal inaugura hoje 2007-06-20
_
Paulo Mendes da Rocha na Trienal 2007-06-19
_
Teatro, música, cinema e conferências no Dia da Irlanda 2007-06-18
_
Rafael Toral na Gulbenkian 2007-06-18
_
Resultados Concurso Núcleo Universidades 2007-06-18
_
Visitas guiadas à Trienal 2007-06-18
_
Candidatos à CML visitam Trienal 2007-06-18
_
Pólo III da Trienal inaugura amanhã 2007-06-14
_
Concurso Médio Tejo em exposição itinerante 2007-06-13
_
Conferência de Siza Vieira no CCB 2007-06-12
_
Itinerário do Sal na Gulbenkian 2007-06-10
_
Pólo II da Trienal inaugura hoje 2007-06-10
_
Diogo Seixas Lopes na Conferência Internacional 2007-06-08
_
Saskia Sassen na Conferência Internacional 2007-06-05
_
Mark Wigley na Conferência Internacional 2007-06-03

links

_
Trienal de Arquitectura de Lisboa
_
Trienal Flickr Pool
_
OASRS
_
OASRN
_
Arquitectos.pt
_
Road to Wonderland
_
Galeria Luís Serpa
_
Kubik Lisboa
_
Cultour
_
Arquitectura.pt
_
Portal Vitruvius

tags

todas as tags

 

arquivos / archives

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

artigos recentes / recent posts

Agradecimento

Outdoors das Intervenções...

1ª Trienal de Arquitectur...

A Trienal em imagens

Trienal encerra com “Luga...

Vittorio Gregotti vence P...

Prémio Carreira Internaci...

Debate Intervenções na Ci...

Inner City em exposição a...

Exposição Siza Vieira pro...

Fórum Trienal debate orde...

Lisboscópio

Dia do Japão

Lisboscópio na Gulbenkian

Intervenções na Cidade vã...

Dia da França na Trienal

Palestras Brasileiras – V...

Dia da França

Álvaro Siza no Museu da E...

Cordoaria Nacional

Palestras Brasileiras

Novos Caminhos no Fórum T...

Grupo da Trienal de Arqui...

Encontros Arquitectura e ...

Fórum Trienal na Cordoari...

Paulo Mendes da Rocha

Dia da Irlanda na Trienal

Conferência com Paulo Men...

As muitas exposições da T...

A cidade como arquitectur...

Música na Trienal

Conferência de Siza Vieir...

Elizabeth Diller – High L...

Sons no Espaço

Agenda da semana

As Operações SAAL

Arquitectura e Música

Casa das Histórias e Dese...

Mark Wigley – Void Set

Road to Wonderland

Exposição Cascais XXI

Conferência Internacional...

Conferência Internacional...

Conferência Internacional...

Começou a Trienal

A Trienal vai começar

Espaço

Conferência Internacional...

Semana de abertura

Já só faltam 3 dias

email

trienal.blog@oasrs.org

blogger

Daniel Carrapa
RSS